agosto 15, 2012

Clichés

"Sinto-me perdido/a, preciso de me encontrar" e o subentendido "enquanto me encontro espero que ninguém me pressione, nem a arranjar trabalho/dedicar-me ao trabalho, nem a ser excelente no que faço, nem a agir correctamente, nem a fazer o que quer que seja pela (minha) vida, porque eu não sei de mim e estou a meio de uma busca importantíssima" é a desculpa contemporânea mais usada (não possuo os dados de qualquer estudo de uma Universidade estrangeira, mas era menina para apostar umas coroas nisto) para as pessoas se demitirem de ser gente.
É um dó de alma, como diz a minha avó.

3 comentários:

  1. Dó de alma que é uma corruptela de " dor de alma".
    O que tem um Dó de peito a ver com isso?
    É que para dar um Dó de peito é preciso ter, muitas vezes, uma grande dor de alma...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É tão bom quando nos entendem... :O)

      Eliminar