abril 06, 2014

Se tivermos que andar a reboque dos alemães, por esta causa e desta vez até aceito!

Partido de Merkel contra mudanças da hora na Europa

A União Democrata-Cristã, liderada por Angela Merkel, pronunciou-se, este sábado, a favor do fim da hora de verão na Europa e da manutenção da mesma hora durante todo o ano.
Reunida em congresso em Berlim, a CDU aprovou por ampla maioria uma proposta que pedia que deixe de se adiantar ou atrasar os relógios duas vezes por ano, em março e em outubro, como se tem feito na Europa com o pretexto de poupar energia.
O congresso da CDU destina-se a aprovar o programa eleitoral para as europeias de 25 de maio e a proposta contra a mudança da hora foi apresentada por um pequeno grupo local, não sendo a votação vinculativa.

Jornal de Notícias - 2014-04-05

8 comentários:

  1. Na pior nódoa cai o pano, que é como quem diz, no fundo, no fundo há qualquer coisinha que se aproveita em cada ser humano, por mais do piorzinho que seja....

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Como os Russos, que também já acabaram com a asneira.

      Eliminar
  2. Então, a coisa já não está tão "russa".
    Como digo: não há coisa ruim que dure para sempre.

    (~.-)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não abusemos dessas transnacionalidades :O)

      Eliminar
  3. Nesta questão Russa há muito para ver para além do que nos querem meter pelos olhos dentro.
    Se Kosovo (um não-Estado), de território Sérvio,- aliás, berço da Sérvia- foi tornado independente pelo facto de uma minoria tornada maioria ter votado nesse sentido, qual a razão pela qual a Crimeia não tem legitimidade para fazer o mesmo?
    É que aqui é que está o busílis da coisa: dois pesos e duas medidas.
    O governo da Ucrânia, eleito democraticamente, - seja corrupto, incompetente, lambebotas ou não- caiu em consequência de um movimento de rua. Cuidado com quem está por trás desse movimento, sabe-se que são essencialmente grupos de extrema direita. Mas o "nosso lado" foi logo a fugir reconhece-los.
    O que diriam se fosse por cá?
    O Coelho, igualmente incompetente, lambe-botas da Merkel e fundamentalista de visão estreita, derrubado por uma mega manifestação violenta com a tomada do poder por elementos extremistas?
    Será que a Merkel e os EUA iriam de pronto reconhecer o nosso "estatus?".
    Se calhar não, até porque lhes devemos agora ainda mais do no tempo do Sócrates e da bagunça consequente de um golpe de rua não sai nunca um cumprimento pontual de responsabilidades.
    Mas no caso da Ucrânia, que tem uma enorme dívida para com a Russia, que beneficiava de gás a baixo custo, etc, já acham muito bem.
    E nós, pobres idiotas consumidores de interesses chamados sempre superiores, sempre a dar a nossa carne para os canhões .

    (nota: não gosto nada do Putin, que fique claro.)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E eu, nisto, só sou da Rússia por terem acabado com a mudança da hora.

      Eliminar
  4. Acho que eles estão lá muito bem lá longe....
    Que me perdoem Tolstoi, Pushkin, Máximo Gorki, Dostoievski, o enorme contista Nicolai Gogol, e muitos outros que são referências superiores da cultura internacional.
    Gosto deles na minha estante e fico feliz pelo seu País estar bem distante.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu, na mudança de hora, gostaria de estar mais perto.

      Eliminar